EspaÁo dos Associados   Usuário: Senha:
Assoreval
 
  • Home
  • Institucional
  • Produtos
  • ConcessionŠrias
  • Dados de Tratores Roubados
  • NotŪcias
  • Contato

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Notícias
Soja: Brasil deve ter semana de negócios limitados com CBOT estável e dólar incerto
04/11/2019 09:19:03
O mercado da soja no Brasil dá início à mais uma semana sem grandes perspectivas de movimentos agressivos na comercialização. O dólar começou seus trabalhos com certa estabilidade, atuando do lado negativo da tabela, mas passou ao positivo e, por volta de 10h30 (horário de Brasília), subia tímidos 0,02% para valer R$ 3,99. Em outubro, a queda acumulada do dólar foi de 3,52% e pressionou severamente os indicativos de preços no país e reduziu drasticamente o ritmo de vendas e esta semana não deve ser diferente.

Do mesmo modo, as cota√ß√Ķes da soja na Bolsa de Chicago t√™m nova sess√£o de estabilidade nesta segunda, tamb√©m sem beneficiar muito o andamento das cota√ß√Ķes no Brasil.

"O ritmo de comercializa√ß√£o de soja recuou significativamente no Brasil, devido √† disparidade entre os pre√ßos pedidos por vendedores e ofertados por compradores. Al√©m das incertezas quanto √† produ√ß√£o mundial da safra 2019/20, as desvaloriza√ß√Ķes do d√≥lar frente ao Real e dos contratos futuros na CME Group (Bolsa de Chicago) ampliaram a diferen√ßa entre os valores", disseram os pesquisadores do Cepea, em uma nota nesta segunda-feira.

Leia mais:

>> Soja: Chicago inicia semana ainda calmo, com leves altas nesta 2ª feira



Assim, as refer√™ncias no mercado nacional ainda n√£o apresentam modifica√ß√Ķes em rela√ß√£o √† √ļltima sexta-feira, com os indicativos ainda na casa de R$ 86,00 a R$ 87,00 nos portos, tratando de safras velha e nova. Entre os pr√™mios, tamb√©m sem mudan√ßas ainda nesta manh√£ de segunda-feira.

Para os meses de novembro e dezembro, os compradores ofertam 70 cents, enquanto os vendedores pedem 140 cents acima dos valores praticados na CBOT. Para a safra nova, refer√™ncias de fevereiro a abril, do lado do comprador as posi√ß√Ķes variando de 30 a 55 centvos de d√≥lar, enquanto os vendedores tamb√©m buscam algo acima dos 100 cents.

E para Vlamir Brandalizze, consultor de mercado da Brandalizze Consulting, essa deverá ser mesmo uma semana de movimentos limitados e pouco avanço nos negócios com a soja brasileira quando o assunto é exportação. "Neste começo de novembro deve ter calmaria nos movimentos e mais interesse interno para atender o consumo de farelo e óleo da virada do ano", diz.

A demanda interna pela oleaginosa tem se mostrado bastante intensa nos √ļltimos meses, com forte apelo do setor de prote√≠nas animais por farelo e do biodiesel pelo √≥leo. E para o ano que vem, o crescente da demanda tamb√©m tem sido muito esperada pelo setor.

Somente em Mato Grosso, por exemplo, a expectativa √© de que o esmagamento de soja apresente um crescimento de 50% nos pr√≥ximos cinco anos, segundo expectativas da Abiove (Associa√ß√£o Brasileira das Ind√ļstrias de √ďleos Vegetais) e do Observat√≥rio do Fiemt (Federa√ß√£o das Ind√ļstrias no Estado de Mato Grosso).

"Muitos sojicultores mostram prefer√™ncia por vender FOB em detrimento de exportar, devido ao pre√ßo mais atrativo ofertado pelas ind√ļstrias dom√©sticas. Representantes de ind√ļstrias, por sua vez, sinalizam estar com os estoques reduzidos de gr√£o, com lotes para esmagar at√© meados de novembro, apenas", completa o Cepea.

Veja:

>> Esmagamento de soja pode crescer 50% em Mato Grosso

>> Demanda pela soja 2020 do Brasil é forte e mercado traz boas oportunidades

Ainda assim, Brandalizze volta a afirmar que a semana deve ser, de fato, mais tranquila para o mercado da soja, salvo novas not√≠cias que possam vir de forma a movimentarem o mercado cambial ou da Bolsa de Chicago, onde a in√©rcia ainda mant√©m as cota√ß√Ķes caminhando de lado. E o consultor chama aten√ß√£o ainda a para a retomada da vota√ß√£o sobre a pris√£o em segunda inst√Ęncia que acontece no Supremo Tribunal nesta quarta-feira, dia 6.

"H√° alguma chance de press√£o pequena de alta no d√≥lar na quinta-feira, quando o Supremo deve bater o martelo e liberar os presos, impedindo a pris√£o em segunda inst√Ęncia. Desta forma, pode haver algum tumulto, mas, no geral, pouco se aguarda destes pr√≥ximos dias que tendem a ser calmos, tanto para safra velha - que tem pouco para ser negociado - e tamb√©m para a safra nova - que j√° andou bem e agora poucos devem vir √†s vendas", explica Brandalizze.

Mais do que isso, os produtores brasileiros seguem muito focados em seus trabalhos de campo, dedicados a fazerem boa implanta√ß√£o de suas lavouras, apesar dos pontuais problemas de clima que ainda s√£o registrados em algumas regi√Ķes produtoras.

Nas √ļltimas 72 horas, de acordo com informa√ß√Ķes do Commodity Weather Group (CWG), as √°reas de soja e milho do Brasil receberam chuvas de 6,35 a 31,75 mm, com cobertura de algo entre 40 a 45% da √°rea de produ√ß√£o. Localmente, as precipita√ß√Ķes, no mesmo per√≠odo, passaram de 75 mm.

Chuvas 72h Brasil Inmet + CWG

Um levantamento feito pela ARC Mercosul mostra que, at√© a √ļltima sexta-feira (1), o plantio da soja estava conclu√≠do em 46,9% da √°rea, contra 61,6% do mesmo per√≠odo de 2018, ano at√≠pico, em que os trabalhos de campo evolu√≠ram de forma muito r√°pida. O n√ļmero se mostra pr√≥ximo da m√©dia dos √ļltimos anos, de 49,2%.


Fonte: Notícias Agrícolas
Arquvios em anexo:
Notícias anteriores
Vídeos
Brasil um Planeta Faminto e a Agricultura Brasileira

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Fonte: BASF
Assoreval
Rua Schwartzmann, 612 - Bairro Brás Cubas - Mogi das Cruzes - SP - CEP: 08740-010
Telefone: (11) 4721.1212 - Fax: (11) 4721.1255
assoreval@assoreval.com.br